Como tornar a alimentação das crianças mais saudável durante as férias

Férias, quem não gosta delas? Momento de descansar, se divertir e renovar as energias. E para alguns, época em que os hábitos alimentares saudáveis também entram de férias e é aí que mora o perigo! Apesar de férias serem sinônimo de “aproveitar a vida”, isso não significa que devemos descuidar de nossa saúde.

• Tome um bom café da manhã, refeição mais importante, pois garante energia para você começar e curtir seu dia bem disposta. Inclua pães integrais, frutas, sucos, iogurtes magros e cereais.

• Cuidado com os embutidos (presunto, queijo, salame, etc). Eles são ricos em gordura, colesterol e sódio. Prefira os de menor valor calórico: mussarela light, mussarela de búfala, peito ou blanquet de peru light e presunto magro.

• Não fique mais de 4 horas sem comer, para seu metabolismo não ficar lento e você não exagerar a hora que der fome.

• Evite comer besteiras calóricas e nada saudáveis (pão de queijo, salgado folhado, fritas, etc) no lugar de um prato de comida equilibrado (salada, arroz, feijão, filé grelhado e legumes).

• Se possível, varie. Inclua carne, peixe e frango, legumes e verduras diversas (crus e/ou cozidos), frutas, arroz integral se possível, castanhas, pães ou torradas, massa ou batata (cozida de preferência), etc. Quanto mais colorida for sua alimentação, melhor!

•  Nos restaurantes, evite alimentos de fácil contaminação como ovo, maionese e molhos caseiros, que são frequentemente expostos em ambiente não refrigerado.

Alimentação nas férias das crianças

Para quem tem filhos em casa não é nenhuma novidade que frutas, verduras e legumes devem fazer parte do cardápio e que é preciso estabelecer horários regulares para as refeições. O problema é como manter essas regrinhas durante as férias.

Sair da rotina e comer mais guloseimas faz parte das férias, mas é necessário tomar alguns cuidados para não descuidar da saúde da criançada.

Férias em casa

Se as crianças passam as férias em casa, as mães conseguem ter um maior controle, mas é inevitável eles pedirem um cachorro quente ou hambúrguer no lugar de um prato de comida, afinal estão de férias!  Outro problema é que dependendo da idade, a criança tem maior acesso à dispensa e geladeira e o que não tiver das guloseimas que eles gostam, naturalmente vão pedir!

Se forem viajar, é uma boa oportunidade para introduzir novos alimentos e sabores aos pequenos! Nas viagens tudo é novidade e por isso pode ser mais fácil que ela experimente algo novo!

Se o roteiro for praia e estiver muito calor, é preciso que a criança tome água e água de coco com frequência para não desidratar e coma algo saudável antes de irem almoçar.

O que evitar durante as férias:

– Pular o café da manhã não pode. Essa é a refeição mais importante para fornecer à criança energia e nutrientes importantes para seu crescimento como carboidrato (pães e cereais), cálcio (leite e derivados), vitaminas e fibras (sucos e frutas). Além disso, nas férias, o almoço costuma ser mais tarde e com o café da manhã, a criança estará com nutrientes suficientes para esperar a próxima refeição.

– Deixar que comam bobagens todos os dias e a qualquer hora. As crianças devem almoçar até 12h30 e jantar, no máximo, às 20h.

O que fazer durante as férias:

– Se for almoçar ou jantar fora, o ideal é colocar no prato da criança todos os grupos alimentares, que são: arroz ou macarrão; feijão; legume, verdura e um tipo carne, que pode ser ave, peixe ou carne vermelha.

– Para os lanchinhos entre as refeições principais, o segredo é oferecer sucos, vitaminas de leite com frutas, sanduíches tipo tostex no pão integral, biscoitos sem recheio ou doces gelados à base de fruta como gelatinas e picolé feito em casa.

Assim que as férias terminarem, retome a rotina, que é importantíssima para que os pequenos se desenvolvam de forma saudável.

Fonte: Gazeta Interior